Tag

Sua pesquisa por historia retornou 5 resultados.


SÃO PAULO DO MEU TEMPO DE OFFICE BOY

Nos anos 60 eu cruzava as ruas do centro, de pastinha na mão, muitas tarefas de bancos pra fazer e muita vontade de conhecer lugares e coisas. Duas casas eram uma atração especial. A Casa Edmea, na Av. Cásper Líbero, com seus queijos e laticínios finos e a Casa Godinho, que vendia arenque defumado, ovas secas defumadas de tainha, barras de alcaçuz, cubinhos de ...

Leia mais


E durante a ditadura? Tinha corrupção?

Naquele final de tarde de novembro de 1972, sexta-feira, eu saia de mais um dia de trabalho na distribuidora de cimento OCG, no prédio da Rua Boa Vista, encontrando um entardecer abafado após pesada chuva. Da rua vinha o cheiro do asfalto molhado, ainda quente do dia de verão e o som das rodas dos carros e ônibus espalhando a fina camada de água que ainda ...

Leia mais


REPÚBLICA – A PRAÇA HIPPIE EM 60 E 70

Um feriado ou final de semana do começo dos anos 70 no centro da cidade de São Paulo, onde morávamos, oferecia entre seus atrativos uma variedade enorme de cinemas. Nos mais elegantes como Ipiranga, Marabá, Marrocos, Rivoli, Olido, Metro e outros, apenas um filme, mas sempre recente. Nos mais populares, sessão dupla. Era entrar às duas da tarde, entupir-se de ...

Leia mais


O DIA EM QUE A DITADURA INVADIU NOSSA CASA

Meu irmão Wladimir era o primeiro da família a entrar numa faculdade. A pedagogia da USP, na Cidade Universitária, que naqueles anos 60 tinha bem menos estudantes do que hoje, mas já era mal conservada. Lajotas de cimento mal colocadas no barreiro compunham o acesso da rua para os prédios e eram jocosamente chamados de “via das dúvidas” pelos jovens ...

Leia mais


BRONCA DE MÃE DOÍA. ESTILINGADA DE MAMONA, NÃO!

No começo dos anos 60 eu ainda brincava na rua, construía carrinho de rolemã, empinava papagaio (pipa, capucheta, pandorga, quadrado, etc.) e fazia guerra com estilingue com semente de mamona. Depois da escola matinal dos padres salesianos e a lição de casa feita após o almoço, ganhávamos a rua. (mais…)

Leia mais